41ª SPFW VERÃO 2017 - 28/04

13:30:00

Apesar do frio, o quarto dia do SPFW foi quente e o grande destaque do dia foi a moda masculina. Porém, abre aspas literalmente, pois também teve marca feminina na passarela e, por sinal, as melhores!

4º Dia - 28/04 

Lacradora e sim, uma das minhas favoritas, Patricia Viera desfilou uma coleção maravilhosa.Um verão colorido, sofisticado, rico em detalhes e ao contrário do que muitos esperam de uma Semana de Moda, peças para o dia a dia. Tenho uma queda particular pela estilista pelo fato dela trazer peças com uma tendência que eu amo, que é a inserção de couro no verão. E com esta coleção não foi diferente, o couro ganhou recortes, aplicações de flores, textura e muitos babados. 


Uma menina inteligente, conectada e que entende os novos símbolos da moda, esta foi a linha seguida pela estilista Gloria Coelho ao idealizar sua coleção que chega com praticidade. Maiôs e biquínis que podem ser usados sozinhos ou por baixos de vestidos, que podem ser usados de dia ou à noite. A assimetria também foi o ponto alto da coleção, que resultou em construções incríveis, extremamente sofisticadas e contemporâneas. 


Com um verão assinado por Liana Thomaz, a Água de Coco, trouxe para à passarela uma moda praia glamourosa com inspiração na Amazônia. Os biquínis e maiôs ganharam cavas e recortes seguindo a linha de outras marcas e detalhes em cordas, franjas e canutilhos. Obviamente as estampas da floresta também apareceram, acompanhadas de muitas texturas e aplicações. 


João Pimenta é simplesmente brilhante! Nome mais atual no cenário da moda masculina brasileira, o estilista que é fiel às suas crenças de estilo traz um verão desejável por homens que buscam exclusividade e tudo que saia do comum. Com um conceito de streetwear e uma pegada bem forte de alfaiataria, o estilista, que trabalhou em parceria com o stylist Daniel Ueda, apresentou um verão com forte influência militar, tecidos exclusivos, calças e bermudas em tecido de rede confeccionados por comunidades sustentáveis da Paraíba e o destaque da coleção, jaquetas brilhantes metalizadas que foram feitas a partir de fitas de VHS. 


Inspirada em Miami, a Salinas fez um desfile vibrante, jovem e com pegada esportiva, inspirada nas Olimpíadas, rendeu looks pra lá de descolados. Estampas, flamingos, coqueiros e muitas listras em tons que vão do pastel ao neon foram as escolhas da marca para o verão. Os maiôs e biquínis aparecem em shapes diversos, um pouco cavados, altos e baixos e ainda uma série de acessórios que compõem o estilo Salina. O destaque desta coleção são as jaquetas de nylon oversized, um produto não comercializado pela marca, mas que chega para o verão super coloridas, alegres e divertidas.


Mais uma estreia no SPFW, a marca masculina Murilo Lomas trouxe para à passarela, além dos modelos Marlon Teixeira e Matheus Verdelho, uma coleção de tirar o fôlego. Sério, é impossível uma mulher olhar para as peças do estilista sem desejar seu marido, namorado, ficante e afins dentro de uma delas. É muito estilo pra um desfile só! 


Amir Slama retorna ao SPFW em grande estilo, desta vez sob comando de sua marca homônima que traz para o verão brasileiro uma moda praia luxuosa. Figurinha carimbada nas passarelas por sua longa trajetória à frente da Rosa Chá, o estilista mudou e isto ficou claro em seu desfile, que trouxe coleções feminina e masculina. Inspirado no carnaval de rua dos anos 30 e 40 e em Brigitte Bardot nos anos 60, com um pouco de Carmem Miranda, as meninas vieram em peças graciosas, com rosas, vermelhos e estampas que misturam-se as franjas, babados e os recortes vazados, característica de Amir. Para os homens, uma coleção com inspiração fitness, sungas cavadas, cheias de recortes e vazados e muito preto e branco!


Um dos desfiles mais aguardados da temporada, Helo Rocha, mais uma provou o motivo por estar entre as estilistas mais queridas e talentosas dos últimos tempos. Com um desfile minimamente detalhista, rico em detalhes, bordados, aplicações e tons pastéis, a estilista trocou o misticismo religioso e esotérico pela mística que envolve o folclore do cangaço nordestino e novamente mostrou que não está de brincadeira. As jaquetas de couro ganharam aplicações que remetem aos cinturões e jaquetas dos cangaceiros, bem como o macacão azul talcado e um maravilhoso vestido longo rosa vazado a laser. Além do couro, Helo apostou no efeito esvoaçante da organza e nos babados que deram um ar moderno e romântico para as peças. 

Posts relacionados

1 comentários

Comentários
1 Comentários
  1. amei todos os desfiles, mas o da riachuelo foi maraaaa !
    Matheus Vedelho tá tão gato né minina, amei <3 hahaha

    bjão !

    ResponderExcluir

>